Emmanuel - Flávio Venturini e Milton Nascimento

16 de jul de 2011

Projeto:Viver em Família - Valores no Lar


VALORES NO LAR
           Quais os valores que devem nortear a formação de um lar?
Talvez devamos escutar mais o coração e perceber que ele contém uma mensagem divina, gravada pelo Criador da Vida ao nos fazer existir. Raramente conseguimos escutá-la por estarmos demasiadamente ligados ao mundo externo.
          Ouvimos muitos sons, prestamos atenção ao mundo para poder dominá-lo, ouvimos as pessoas para compreendê-las, ouvimos nossos pensamentos para ordená-los, mas dificilmente aprendemos a escutar o que vem de nosso íntimo, do coração.
         Dali partem as intuições que nos elevam e nos fazem divinos. É de lá que vem a mensagem e os valores que devem nortear nossa caminhada evolutiva. Foi dali que o Cristo retirou sua mensagem de amor.
         Escutar esse canto divino pressupõe silêncio, humildade e confiança. A cada momento, em cada segundo de nossa vida ele envia um pulso que permite-nos enxergar melhor o mundo, nos fortalecendo para os desafios que ele promove.
        Mas devemos receber, sobretudo, o que vem do coração como um recado direto de Deus ao ser humano individualmente.

         O maior valor que se deve vivenciar no lar e passar adiante aos filhos é a amorosidade para com os outros, para com a vida, para consigo mesmo e para com Deus.
         A sociedade está sempre em mudança de costumes e de valores. Não é diferente na família. Ela passa por transformações mais sutis que aquelas que percebemos na sociedade, cujos meios de comunicação conseguem nos mostrar com mais evidência.
        A família hoje se constitui mais pela atração entre as pessoas do que pela necessidade de transmitir seus valores. Os problemas de relacionamento, de afetividade, de poder e financeiros são a tônica do mundo moderno. Os valores a serem passados aos filhos estão em segundo plano ou em nenhum.
        A família é o campo de entrada do espírito pelas portas da reencarnação na vida material. Nela ele irá desempenhar papéis importantes para sua vida psíquica e para sua evolução. Sua mente irá lembrar e consolidar estruturas psicológicas de relevância para sua existência no corpo físico.
        Com ela o espírito se insere na vida social o que o fará concorrer para o progresso da humanidade. Dessa forma ele se sentirá responsável pelo progresso que ele mesmo experimenta.
        Na família o espírito evita o isolamento que contribui para o egoísmo e para a não utilidade da reencarnação, visto que o convívio social proporciona o progresso da humanidade e o aperfeiçoamento pessoal.
        Para Deus não há sacrifício necessário que possa ser maior do que o espírito fazer o bem que esteja a seu alcance. O bem para si e para a sociedade. É na família que o espírito inicia seu processo de auto-ajuda e de colaboração com o progresso social.
É em família que o espírito recicla suas emoções e aprende a reconhecê-las como instrumento precioso para sua evolução. Evolui quem aprende a lidar com elas.
       Não há um espírito igual a outro. Somos singularidades de Deus, gerados pelo seu amor. Existimos para alcançarmos a perfeição. Até lá muitas etapas serão vencidas e muitos desafios ultrapassados. Todos eles através da internalização da capacidade de amar.
       E é na intimidade do lar que valores que não estarão escritos nem precisarão ser verbalizados, visto que se encontram no coração de cada um.
      Para determinação de tais valores, princípios como o amor, a caridade, a fé, a fraternidade e a paz são fundamentais e básicos para a compreensão dos reais valores.
      Do amor podemos alcançar o sentimento de respeito ao outro. Toda pessoa que se sente respeitada por alguém tem consciência de pertencimento e identidade. Quanto mais respeitamos as pessoas como filhos de Deus, por mais imerecedoras que possam parecer, estaremos contribuindo para o fortalecimento do amor.
      Da caridade podemos estabelecer o valor da doação que
será fundamental para a conquista da amizade do outro. Quanto mais pudermos renunciar em favor de alguém mais conquistaremos essa pessoa. Ceder é o princípio que permite a conquista de alguém. Todo ser humano é grato a outro quando percebe neste outro um ato de renúncia em favor de sua felicidade, pois assim a
gratidão é despertada.
     Da fé podemos extrair a crença no ser humano como capaz de superar seus limites e vencer desafios. Acreditar na capacidade das pessoas auxilia a que elas confiem em si mesmas.
         As pessoas precisam ser acreditadas, pois assim estimulam o potencial de realização que naturalmente têm.
        Da fraternidade extraímos a aproximação e o maior contato com o mundo do outro, no sentido de auxiliar sua compreensão da Vida. Quanto mais nos aproximamos das pessoas, respeitando sua privacidade, mais podemos nos mostrar filhos de um mesmo Pai, irmãos em humanidade.
        Da paz extraímos a capacidade de ouvir o outro. Ouvir as pessoas significa dar-lhes o direito de se mostrarem e de fazer parte de nosso mundo. Cada vez mais as pessoas querem falar, porém cada vez menos encontramos escutadores. Escutar é sair de si e destinar a atenção ao outro.             Além dos valores que a sociedade nos oferece devemos cultivar o respeito, a doação, a crença no outro, a aproximação e a audição ao próximo.
        Os valores que passamos àqueles que convivem conosco na família não se transmitem apenas pelas palavras que lhes dirigimos ou atos que praticamos, mas principalmente, pelo que não falamos e pelo que não fazemos.
      Um lar é um campo de amor onde devem vibrar os sentimentos de seus indivíduos. O campo do lar é pouso e, às vezes, morada de bons espíritos que encontram um refúgio para que possam proporcionar o bem entre os encarnados
      Manter psiquicamente um lar é tarefa que exige esforço, renúncia e abnegação. Não há vitória possível sem luta interna, sem esforço pessoal e sem doação de amor.
Fonte: livro evangelho no lar fundação lar harmonia Aldenauer novaes

Seguidores

Google+ Followers

Países que nos visitam

Países que nos visitam

Recomendo este Blogger

Vídeos do Grupo Musical Cativar - GMC

Caros amigos, o Grupo Musical Cativar compartilha com vocês sua primeira postagem no youtube com a nova formação: Guitarra - Roberto, Contra-baixo - Amaro, Violão - Jeronimo, Percursões - Olavo e Robério e vocal - Lilia.
Espero que gostem e prestigiem, pois é cativante

Cantando o teu natal

O Homem integral

Passos na Areia