Emmanuel - Flávio Venturini e Milton Nascimento

29 de nov de 2011

Projeto Viver em Família: O Lar na renovação da humanidade


O LAR NA RENOVAÇÃO DA HUMANIDADE
  
         Em vez de nos queixarmos sistematicamente dos problemas encontrados no convívio familiar, deveríamos aproveitá-los como lições e experiências que amadurecem nossos raciocínios e sentimentos.
        Todas as experiências que partilhamos na vida doméstica são o material rico e profundo que trabalharemos para a conquista dos valores mais elevados.
        Desenvolvendo tolerância, paciência, compreensão,entendimento,perdão,trabalho, bondade, gratidão, etc, estaremos trabalhando na renovação de nós mesmos, de nosso lares e de nossa Humanidade.
        Se não soubermos superar divergências e instalar a harmonia em meio a algumas pessoas num mesmo círculo de convivência, como pensarmos na renovação da Humanidade com bilhões de almas pensando, sedendo e  agindo de maneiras diversas?
       Os que permanecerem rebeldes às oportunidades de reconciliação, reajuste, renovação e desenvolvimento afetivo que encontrarem no Lar, estacionando na dureza de coração, sofrerão, quando desencarnados, presos às regiões sombrias que elegeram para si mesmos e, quando encarnados, no retorno ao corpo em provas muito mais ásperas e difíceis que as amais.
        Sejamos aqueles que enxergam nos espinhos o convite ao cuidado e prudência no trato com as flores e não uma agressão gramita aos que se lhes aproximam.
"O Lar é o templo mais nobre, porque oferece oportunidade diária de
esforço e adoração".

NOSSOS DEVERES NO LAR


  O Lar é o primeiro a sofrer os ataques e abalos da busca desordenada pelos valores materialistas e imediatistas da sociedade moderna, à custa do desprezo aos valores mais sagrados da família.
 Se as divergências domésticas cresceram, gerando desequilíbrios e desajustes a explodirem na forma de separações, abandonos, atritos, discussões intermináveis entre pais, filhos e cônjuges, compete a nós trabalharmos intimamente com mais intensidade o nosso "eu interior" nas ações do dia-a-dia.
 E Emmanuel completa, ao ser indagado sobre de que precisamos para vencer na luta doméstica: "Devemos revestir-nos de paciência, amor, compreensão, devotamento, bom ânimo e humildade, a fim de aprender e vencer, na luta doméstica".
 Os deveres de cada um de nós como pais, mães, filhos e irmãos, bem cumpridos e carregados com alegria, fazem que coletivamente o Lar seja um ambiente de paz e satisfação.
 Não devemos exigir dos familiares a conduta equilibrada que nos compete demonstrar, amando-os da maneira como são, sem esperar-lhes santidade.
 A bondade e o sacrifício devem ser palavras que constem do dicionário de nossa convivência familiar.
Na Escola do lar, estaremos educando cérebro - RAZÃO e coração - SENTIMENTO, habitando-nos aos degraus mais altos de nossa caminhada evolutiva, alçando vôos e descortinando horizontes mais amplos, espiritualmente.

Livro: Um desafio chamado Família

Seguidores

Google+ Followers

Países que nos visitam

Países que nos visitam

Recomendo este Blogger

Vídeos do Grupo Musical Cativar - GMC

Caros amigos, o Grupo Musical Cativar compartilha com vocês sua primeira postagem no youtube com a nova formação: Guitarra - Roberto, Contra-baixo - Amaro, Violão - Jeronimo, Percursões - Olavo e Robério e vocal - Lilia.
Espero que gostem e prestigiem, pois é cativante

Cantando o teu natal

O Homem integral

Passos na Areia