Emmanuel - Flávio Venturini e Milton Nascimento

16 de ago de 2011

Projeto:Viver em Família - Um Segredo na Parábola do Semeador


UM SEGREDO NA PARÁBOLA DO SEMEADOR  

                 Há dois mil anos passamos adiante esta parábola de Jesus, e nela devemos notar algo essencial e, também, invisível aos nossos olhos:
                 O semeador semeia sempre; não olha para traz; não tem ansiedades pelo futuro nem maldiz a terra ou as dificuldades do passado e do presente que atrapalham a sua colheita; simplesmente continua semeando.
                Os pais, na função de semeador, não amam a semente nem a colheita. Amam sim a terra que cultivam e que trabalham para tornar mais produtiva. Sua semeadura não se restringe ao lançar de sementes, palavras valiosas, mas também na exemplificação que significa o trabalho na terra pedregosa, afofando-a e retirando-lhe as pedras para o arejamento da raiz; o extirpar de más inclinações do passado, desbastando os espinheiros e ajustando a beira do caminho para que esta acolha as sementes antes da chegada das aves que com certeza virão visitá-la.
*As famílias afetivamente amorfas São o resultado dos semeadores que não semeiam, indiferentes ao destino da terra que lhes foi confiada.
*As famílias afetivamente passionais São o resultado dos semeadores que se voltam contra a terra, contra Deus e contra todas as dificuldades que os visitam. Violentam a terra, cobrando dela resultados que esta ainda não está preparada para proporcionar.
*As famílias afetivamente compensatórias e semipermeáveis São o resultado do trabalho constante do semeador, assim como na parábola, que entende que mesmo a terra boa produz proporcionalmente á sua capacidade (30 para 1, 100 para 1,...).
               Temos recebido, à luz do espiritismo, as sementes, a palavra do reino, os ensinos espirituais.
              Segundo o que produzir com esses ensinamentos, cada qual revelará, em sua vida, que tipo de solo é a sua alma. no Evang.Seg,Espiritismo, Cap,14, parág.9, temos um interessante ensinamento que vem completar as nossas reflexões:

"Quando os pais fizeram tudo o que deviam para o adiantamento moral dos filhos, se não se saem bem, não têm censuras a se fazer, e sua consciência ' pode estar tranqüila, mas, ao desgosto muito natural que experimentam do insucesso dos seus esforços, Deus reserva uma grande, uma imensa consolação, pela certeza que não é senão um atraso, e que lhes será dado acabar em outra existência a obra começada nesta, e que um dia o filho ingrato os recompensará com seu amor. "



Seguidores

Google+ Followers

Países que nos visitam

Países que nos visitam

Recomendo este Blogger

Vídeos do Grupo Musical Cativar - GMC

Caros amigos, o Grupo Musical Cativar compartilha com vocês sua primeira postagem no youtube com a nova formação: Guitarra - Roberto, Contra-baixo - Amaro, Violão - Jeronimo, Percursões - Olavo e Robério e vocal - Lilia.
Espero que gostem e prestigiem, pois é cativante

Cantando o teu natal

O Homem integral

Passos na Areia